voltar / Notícias
02 set 2020

SRC, O4 ou S5. Estes são alguns dos códigos que costumam aparecer quando estamos à procura de calçado de segurança, mas o que é que significam? São importantes? De que forma é que podem determinar que calçado é que deve comprar?

 

Estas são algumas das questões que vamos responder hoje. Também iremos disponibilizar-lhe uma lista de códigos de segurança e o seu respetivo significado. Deste modo, quando estiver a escolher o seu calçado de segurança, saberá exatamente o que procurar.

 

Em primeiro lugar, o que precisa de saber é que estes códigos representam o nível de segurança do respetivo calçado e asseguram o utilizador de que o calçado cumpre todos os requisitos de um determinado nível de segurança.

 

REGULAMENTOS DE EPI

 

Na União Europeia, a regulamentação que define as obrigações legais dos EPIs (Equipamentos de Proteção Individual) é a Regulamentação (UE) 2016/425 de 9 de março de 2016 para o Equipamento de Proteção Individual.

 

É muito fácil saber se um EPI cumpre com este regulamento, verificando se tem uma marcação CE.

 

EN ISO 20345:2011 & EN ISO 20347:2011

 

Há duas normas principais:

 


EN ISO 20345, que se refere aos requisitos para calçado de segurança.
EN ISO 20347, que se refere aos requisitos para calçado ocupacional que não expõe o utilizador a nenhum risco mecânico, como impactos ou compressões.

 

 

Estas normas especificam requisitos básicos adicionais para o calçado de segurança. Poderá ver se o calçado está de acordo com estas normas através das suas fichas técnicas ou descrição do produto.Agora que já sabe o que cada norma significa, falta perceber o significado dos códigos. Cada norma possui códigos diferentes que indicam o nível de proteção do respetivo calçado.

 

Vamos começar pelos códigos da norma EN ISSO 20345, que são os códigos do calçado de segurança. Esta nora divide o calçado em 2 tipos. O primeiro inclui todo o calçado de segurança, excluindo o que possui gáspeas de borracha ou em materiais poliméricos. O segundo tipo inclui apenas calçado feito todo em borracha ou em materiais poliméricos.

 

Há quatro códigos que correspondem ao primeiro tipo: o SB, S1, S2 e o S3. O segundo tipo tem 2 códigos para além do SB, que são o S4 e o S5.

 

SB

 

SB significa segurança básica, como tal, é o nível de segurança mais baixo desta norma. O calçado classificado como SB é antiderrapante e tem uma biqueira de segurança que protege os seus pés contra impactos até 200J.

 

Este código aplica-se também ao segundo tipo de calçado.

 

S1

 

Calçado S1 possui todas as características do SB, tem a região do calcanhar fechada, assim como absorção de energia no calcanhar e é antiestático e resistente a óleos.

 

S2

 

Tem todas as características do S1 e previne a penetração e absorção de água.

 

S3

 

Tem todas as características de S2 e tem uma palmilha de proteção, que previne que objetos pontiagudos penetrem a sola e que causem um ferimento.

 

S4

 

Tem todas as características do S1, mas as gáspeas do calçado têm de ser feitas em borracha, ou em materiais poliméricos.

 

S5

 

Tem todas as características do S4 e palmilha de proteção.

 

Os códigos que se seguem pertencem à norma EN ISSO 20347, o que significa que são códigos de calçado ocupacional. Mais uma vez, estes códigos estão divididos nos mesmos dois tipos de calçado.

 

O primeiro tipo é formado por 4 códigos: o OB, O1, O2 e o O3. E o segundo tipo é formado também pelo OB e pelo O4 e o O5.

 

OB

 

O calçado OB corresponde aos requisitos básicos que são ter apenas solas antiderrapantes.

 

O1

 

É antiderrapante, tem a região do calcanhar fechada, assim como absorção de energia no calcanhar e é antiestático.

 

O2

 

Tem todas as características do O1 e previne a penetração e absorção de água.

 

O3

 

Tem todas as características do O2, e tem uma palmilha de proteção.

 

O4

 

Tem todas as características do O1, mas as gáspeas do calçado têm de ser feitas em borracha, ou em materiais poliméricos.

 

O5

 

Tem todas as características do O4 e uma palmilha de proteção.

 

CÓDIGOS DE SOLAS ANTIDERRAPANTES

 

Ter uma sola antiderrapante é de extrema importância para o proteger no seu dia a dia de trabalho. Uma pequena queda pode causar lesões graves. Para evitar que isto aconteça e que se magoe, o calçado de segurança é testado e posteriormente classificado em três diferentes categorias de antiderrapância.

 

- Calçado SRA passou no teste em pavimento cerâmico com detergente.

- Calçado SRB passou no teste em pavimento de aço inox com glicerina.

- Calçado SRC passou em ambos os testes de antiderrapância, portanto é o nível mais elevado.

 

CÓDIGOS ADICIONAIS

 

A - Antiestático

 

E - Absorção de Energia no Calcanhar

 

P - Resistência à Penetração da Palmilha de Proteção

 

C - Calçado Condutor

 

WRU - Gáspea Resistente à Penetração e Absorção de Água

 

WR - Calçado Resistente à Água

 

CI - Isolamento Contra o Frio

 

HI - Isolamento Contra o Calor

 

HRO - Resistência ao Calor

 

FO - Resistência da Sola a Óleos

 

M - Proteção do Metatarso (apenas para EN ISO 20345)

 

AN - Proteção do Tornozelo

 

CR - Resistência ao Corte da Gáspea

 

ESCOLHA O SEU CALÇADO!

 

Agora que já conhece o significado de cada código de calçado de segurança, só falta colocar os seus conhecimentos em prática e escolher o seu novo par de sapatos ou botas.

 

Em primeiro lugar, tem de ter em conta o ambiente em que trabalha. Caso precise do calçado para a construção - que é um ambiente com vários riscos em que materiais pesados podem cair em cima dos seus pés, ou pode acabar por pisar um objeto pontiagudo - tem de procurar por calçado com biqueira e palmilha de proteção, o que significa que deverá escolher entre um S3 ou um S5.

 

Calçado RedPro para a construção

Por outro lado, se está a trabalhar numa área como a jardinagem, ou se este é só um hobby que adora, não há necessidade de comprar um calçado com biqueira ou palmilha de proteção. Neste caso, escolha uma bota O4 impermeável.

Outras notícias Veja também